25 de abril de 2011

SÉTIMO ANIVERSÁRIO DA BEATIFICAÇÃO

Homenagem de Balasar à Beata Alexandrina

O Padre Dário Pedroso durante a homilia
Nesta manhã do dia 25 de Abril de 2011, estive em Balasar para assistir às festividades que comemoravam o sétimo aniversário da beatificação da Alexandrina Maria da Costa, a “doentinha de Balasar” que o Beato João Paulo II elevou às honras dos altares.
A igreja de Balasar estava tão repleta que muitos fieis tiveram que ficar cá fora, ouvindo com muito recolhimento e atenção tudo quanto no templo de dizia, se cantava ou se rezava.
A Eucaristia foi presidida pelo sacerdote Jesuíta, o Padre Dário Pedroso, grande devoto da Beata e actual Director do Apostolado da Oração e da simpática revista para a juventude: Cruzada Eucarística.
A quando da homilia, o Padre Dário traçou, em largas linhas, com muita convicção e de maneira pungente, a vida e a espiritualidade da Beata de Balasar, frisando particularmente os sofrimentos que a Alexandrina livremente aceitou e ofereceu para a conversão dos pecadores.
Lembremo-nos que aquela Eucaristia era oferecida a Deus, de maneira particular, pelos doentes.
Finda a Missa, o mesmo sacerdote procedeu à bênção com Cruzada Eucarística, dos doentes e de todos os assistentes, passando de banco em banco, vagarosamente, num ambiente de grande fervor e ao som dos cânticos que o grupo coral de Balasar cantava sem descontinuar.
Agradeço a Deus por ter podido participar a esta bela cerimónia, que humildemente ofereço a Deus por todos os visitantes dos blogues e sites consagrados à Beata Alexandrina.
Afonso Rocha