17 de fevereiro de 2009

10 NOVOS SANTOS

E entre eles um português: Frei Nuno da Santa Maria

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009 (ZENIT.org). - A Santa Sé divulgou hoje que no próximo sábado, 21 de fevereiro, acontecerá o consistório público dos cardeais, no qual se decidirá a data da celebração de canonização de dez beatos.
Entre os novos santos, está o holandês Damião de Veuster, mais conhecido como o Apóstolo dos Leprosos de Molokai, e os espanhóis Francisco Coll e Rafael Arnáiz.
Também se encontra o beneditino Bernardo Tolomei, que viveu no século XIII e cujo culto, aprovado pelo Papa Pio II, é celebrado desde o século VI, ainda que nunca concluiu oficialmente a causa de canonização. F oi confirmado como beato por decreto da Congregação de Ritos, em 24 de novembro de 1644.
Esta reunião do consistório é um dos últimos passos prévios à cerimônia de canonização, após a aprovação do milagre, cujo decreto, neste caso, o Papa autorizou em 6 de dezembro de 2008, e nele está previsto que se dê a conhecer a data da celebração da canonização.
Trata-se dos beatos:
Zygmunt Szcesny Felinski, polonês, bispo e fundador da Congregação das Irmãs Franciscanas da Família de Maria.
Arcangelo Tadini, italiano, sacerdote e fundador da Congregação das Irmãs Operárias da Santa Casa de Nazaré.
Francisco Coll i Guitart, espanhol, sacerdote dominicano e fundador da Congregação das Irm&at ilde;s Dominicanas da Anunciação da Beata Virgem Maria.
Jozef Damian de Veuster, holandês, sacerdote da Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e Maria e da Adoração Perpétua do Santíssimo Sacramento do Altar. O decreto de reconhecimento do milagre havia sido aprovado em 3 de julho de 2008.
Bernardo Tolomei, italiano, abade e fundador da Congregação de Santa Maria do Monte Oliveto da Ordem Beneditina. A aprovação do decreto de reconhecimento do milagre aconteceu em 3 de julho de 2008.
Rafael Arnáiz Barón, espanhol, religioso da Ordem Cisterciense da Estrita Observância.
Nuno de Santa Maria Álvares Pereira, português, religioso carmelita. A aprovação do decreto de reconhecimento do milagre aconteceu em 3 de julho de 2008.
Gertrude (Caterina) Comensoli, italiana, fundadora do Instituto das Irmãs do Santíssimo Sacramento. A aprovação do decreto de reconhecimento do milagre aconteceu em 17 de março de 2008.
Marie de la Croix (Jeanne) Jugan, francesa, fundadora da Congregação das Irmãzinhas dos Pobres.
Catherina Volpicelli, italiana, fundadora da Congregação das Servas do Sagrado Coração.

2 comentários:

Magdalia disse...

Parabéns pelo blog!

Cheguei aqui através do nova evangelização católica. Sou também muito devota da Beata Alexandrina.

Salve Maria!

Alphonse Rocha disse...

Cara Madgdália,
Sinto-me feliz de contar nos visitantes deste Blog. Venha quando o desejar e não se esqueça que pode ser uma seguidora do mesmo.
Felizes são aqueles que escolheram a Beata Alexandrina como “protectora especial”! posso dizer-lhe que é na verdade uma protectora extraordinária que nunca esquece aqueles que por seu intermédio recorrem ao Senhor, seja para pedir graças, seja para agradecê-las.
Continue a vir e deixe sempre os seus comentários.
Que Deus a abençoe e que a beata Alexandrina seja para si um exemplo a seguir.
Em Jesus e Maria,
Afonso Rocha