23 de julho de 2007

O CANAL DIVINO

“Alegra-te, filha querida !”
Este curto trecho tirado do Diário da Alexandrina do dia 7 de Novembro de 1942 ― Primeiro sábado ―, ressela um grande número de informações importantes que vamos a seguir sublinhar :
― Estão realizados os projectos de Jesus ;
― Alexandrina é o “canal” divino ;
― Jesus está contente com o Padre Mariano Pinho ;
―Jesus está desgostoso com aqueles que fazem sofrer o Padre Pinho ;
― O Papa irá direito para o Céu quando morrer ;
― A guerra vai em breve acabar .
― O médico receberá provas do amor de Jesus.

* * * * *

Jesus fala à Alexandrina e diz-lhe :
― « “Alegra-te, filha amada, alegra-te, filha querida, com Jesus e a tua Mãezinha querida, alegra-te porque estão realizados os desejos de Jesus. Alegra-te porque grandes bênçãos veem para a terra culpada. Minha filha, minha filha, atractivo meu, encanto dos meus olhos. Jesus vê na sua louquinha a maior alegria do mundo. Jesus vê na sua benjamina todos os encantos do se divino Coração. Eis por que Jesus se serve dela para ser o seu canal divino. O mundo recebe pela crucificada do calvário todas as graças e o amor de Jesus. Diz, diz, minha filha, ao teu Pai espiritual, àquele escolhido por mim para tua luz, que o meu divino amor se estende sobre ele na maior abundância, que ele faz em tudo a minha divina vontade. Sim, sim, Jesus está contentíssimo com ele e desgostoso com aqueles que o fazem sofrer inocentemente. Diz, diz, minha filha, ao teu pai espiritual, àquele que escolhi para te guiar para mim, diz-lhe que diga ao Santo Padre que a promessa está feita, que ele irá direito da terra ao Céu, não vai para o Purgatório. E como prémio de cumprir a vontade divina terá toda a luz do Espírito Santo, não irá nunca contra a vontade divina, terá luz para para fazer a vontade divina durante todo o seu reinado na terra. Jesus está contentíssimo com ele ; grande prémio receberá de Jesus pela sua louquinha de amor quando ela estiver no Céu junto do seu trono. Jesus vai levar a sua amada para o Céu. Jesus vai fazer que os homens terminem a guerra. Diz, diz, minha filha, ao teu médico, não posso deixar de ter para com ele as maiores provas de amor por ter sido o amparo, o braço firme da causa divina em momentos que os homens tentaram destruir. A causa de Jesus não cai, levantar-se-á cada vez mais.
Triunfo, triunfo, amor, amor, amor. Cai sobre a louquinha de Jesus, sobre os que a rodeiam e amam e por quem ela intercede, amor, amor, amor sem fim”.
― Ó meu amado Jesus, estou confundida, humilhada e abatida. Nada mais sei dizer ; perdoai-me as minhas faltas ; digo-vos um eterno obrigada. Dai-nos a paz, alcançai-me tudo o que vos peço, meu Jesus [1]. »

------
[1] Sentimentos da alma : 7 de Novembro de 1942.

Sem comentários: